sábado, 1 de setembro de 2007

Diamante de sangue

O continente africano ainda tem inúmeros problemas, a maioria deles conhecidos pelo mundo inteiro, como a existência de pessoas que vivem abaixo da linha de pobreza, subnutridas, passando fome, sem ter um teto, vulneráveis a qualquer doença e ainda em muitos lugares sob estado de guerra civil. Mesmo assim, a África do Sul é um país que cresce acima da média continental, o mais evoluído. Porém, o diamante ao mesmo tempo é um ponto positivo e negativo do País.

Ouro e diamante estão entre as principais fontes de renda da África do Sul. Eis o ponto positivo. Mas é o diamante o tema em questão. Ao redor do mundo, ele é o protagonista de um mercado de 60 bilhões de dólares. Um dos melhores filmes de 2007, Diamante de Sangue – com grande atuação de Leonardo DiCaprio, do qual o personagem dele é nascido aqui na África do Sul – escancara o ponto negativo do diamante, o uso do trabalho escravo e outros males que podem resultar a sua extração.

Diamante de Sangue é um excelente filme que fala de forma consciente dos males que trazem a extração ilegal do diamante não só na África do Sul, mas também em outros países do continente. As pedras ilegais compram sofrimento na África, principalmente nas mãos de grupos guerrilheiros, e financiam guerras, como retrata o filme um caso que se passa em Serra Leoa – país de um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano do mundo. Vale lembrar que, também, existe a busca legal pelo diamante, extração e comércio como mandam as regras, porém sem ser ainda em quantidade relevante. Ah, o filme tem aventura, drama, romance... mais eu não posso dizer, só tu vendo, se ainda não viu!

Um comentário:

Andreia disse...

ALEQUINHO, SÓ UMA COISINHA: TO MORREEEENDOOOOO DE INVEJAAAA! APROVEITA MEU ANJO! BJS, DEIA